A bizarra teoria da “liberdade reversa”

liberty

Hoje foi dia de entrar no instagram e encontrar diversos posts de #SomosTodosMam em resposta à polêmica exibição do corpo nu que aconteceu diante de uma criança. Pelo menos no meu instagram havia vários posts defendendo o museu, afinal meu feed é basicamente composto por artistas “que mamam nas testas do governo e são sustentados por homens de bem”. Estou mesmo seguindo as pessoas certas, mas ao contrário de mim, vários usuários se tocaram que estavam seguindo as pessoas erradas, pois discordam totalmente da visão dos artistas e quiseram deixar isso bem claro nos comentários. E eu, ignorando a recomendação do ministério da saúde (recomendação que ainda não foi inventada, mas um dia será), decidi ler os tais comentários e passar nervoso, porque é pra isso que a gente paga a internet. Um deles, no entanto, me chamou muita atenção e me esclareceu a visão dessas pessoas:

bizar

Entenderam? O que eles estão reivindicando é apenas a liberdade de NÃO ir e vir. A liberdade de não comparecer a tal lugar, de não assistir tal canal de televisão, de não comprar tal produto e não votar em tal candidato. E para tanto, é necessário que se fechem os museus, que se proíba a exibição de programas de televisão, que se retirem produtos da prateleira e se anulem candidaturas. Pois, ao que parece, existe alguma lei na constituição (como que eu nunca reparei nessa lei?) que diz que você deve ir a todos os museus, que você deve induzir o seu filho a fazer algo que você considera absurdo, que você deve assistir casais gays nas novelas e se tornar homossexual pelo poder da visão,  que você deve fazer várias coisas que você não quer fazer. E eu aqui pensando que existia uma coisa chamada “ESCOLHA”. Poxa vida, eu não sabia que era obrigatório! Que tola que eu fui. Realmente, esses artistas querem destruir os olhos alheios. É muito triste ser obrigada a ir ao MAM toda semana e ver coisas que não quero ver. Onde está o meu direito de ficar em casa vendo Chaves?

Eu preciso que casais gays parem de se beijar na rua para que meu filho não saiba que eles existem. Eu preciso que as mulheres parem de usar saias curtas para que eu não seja obrigado a controlar meus instintos. Preciso que parem de chamar de “arte” uma coisa que levanta questões sociais e tabus “CRIMINOSOS”. Eu preciso ter a liberdade de agredir todo mundo que pensa diferente de mim. Eu preciso doutrinar as pessoas de acordo com as minhas crenças, afinal, EU sou uma pessoa livre, OS OUTROS não! Você não pode me impedir de te censurar, pois isso é censura!

BI-ZAR-RO.

Que pena que uma jovem tão promissora como eu fui manipulada pela Rede Globo a vida inteira e, hoje em dia, acredito e defendo a liberdade de expressão e a liberdade de NÃO ver o que você não quer ver sem impedir que outros vejam essa mesma coisa que você se recusa. Meu futuro está arruinadocensurado. Desculpa ter feito seus olhos lerem esse texto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s