Pra quando a Monica voltar

iozzi2

Eu estava vendo Vade Retro e pensando na ingenuidade da Celeste (personagem da Monica Iozzi) em desconfiar que esteja sendo enganada por um demônio, mas mesmo assim se deixar iludir. Instantaneamente (e por acidente), eu fiz um paralelo maluco entre Celeste e o povo brasileiro. Pode ter sido porque pensei em política o dia todo? Pode. Mas também pode ser porque quem dá vida a Celeste é a Monica, e a gente se acostumou a associar sua imagem à política desde que ela surgiu no CQC toda destemida, batendo de frente com deputados e senadores. Como esquecer? A primeira integrante feminina do programa. A mulher que desbancou 28 mil candidatos, e se ajustou dentro de um terno masculino pra trazer um pouco de humor a assuntos muito sérios. “Ela tem coragem”, a gente comentava na sala de casa. “Ela fala na cara, é ácida, escancara a ignorância política, e tira sarro. #WeLoveMonicaIozzi.” Era incrível assisti-la! Tinha um fã-clube pra ela no meu sofá.

Depois ela saiu do CQC, e foi ser comentarista do Big Brother. E depois fez novela. E depois foi pra bancada do Vídeo Show. E aí todo mundo amou! E aí todo mundo ficou triste quando ela deixou o programa. Mas ela estava seguindo o sonho dela. Estava sendo leal a si mesma e aos novos desafios que se apresentavam. E no meio tempo, estava sendo processada por manifestar opinião na internet. Estava literalmente pagando por “extrapolar os limites da liberdade de expressão”. Estava fazendo campanhas a favor das mulheres, a favor da democracia, a favor dos animais abandonados. E sendo repetidamente mal interpretada pelos donos da internet: aquela galera que ama odiar, que sente prazer em acabar com o dia de alguém, que tem preguiça de repensar as próprias ideias. E eu a via respondendo vários. E eu pensava “como ela tem paciência?”. Monica Iozzi é das poucas que, de fato, não foge à luta. E não há nada mais inspirador do que isso.

Eu estava vendo Vade Retro quando reparei que não poderia mandar um “arrasou nessa cena, Monica” porque ela apagou todas as suas contas em redes sociais. Porque a assessoria dela disse que ela ficará de férias “até que os limites da tolerância voltem a respeitar a divergência de ideias”. Porque é um respiro de um mundo onde ela é atacada 24 horas por dia, e diferente da maioria das celebridades, não ignora as ofensas. Mas é uma pena! Pra nós que estamos do mesmo lado que ela. Nós que perdemos com a sua ausência. Nós sentimos falta da tua voz nos dando voz, Monica! Então eu escrevo esse texto pra quando você voltar. Porque eu sei que você vai voltar. E eu preciso te deixar saber que você é o mágico de Oz dando coragem a leões covardes como eu, que frequentemente se calam diante de questões que precisam ser debatidas. Eu preciso te deixar saber que o teu jeito tão real, inteligente, doce e sonhador me encanta e dá esperança de um país melhor. Eu preciso te contar que a ignorância tá dentro das nossas casas, a intolerância é banquete servido no almoço de família, e mulheres fortes como você adicionam açúcar ao nosso amargo chá matinal. Eu não sei como você se sente, e mesmo que eu tentasse me por no seu lugar, jamais conseguiria, mas tenho solidariedade a sua decisão de se afastar. Eu queria poder pedir desculpas pelos haters e inventar um anti-vírus que filtrasse os que estão abertos ao diálogo e afastasse de você os imbecis, mas infelizmente não estudei informática. Então o que eu posso dizer é: Monica, tire seu tempo longe dessa toxicidade online sempre que sentir necessidade, foque no seu bem estar, a prioridade é te ver bem; e quando der, volte pra nós. Volte uma, duas e várias vezes. A internet não te merece, mas precisa de você. #MonicaForPresident

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s