Pequeno texto sobre um cara de olhos fundos

8bba4721a3f3827968c9e8ee8675cacd

Você foi a coisa mais próxima que eu tive de amor romântico, e até hoje quando eu vejo um cara com olhos fundos eu lembro da sensação de estar dentro de uma letra da Marisa Monte. Passaram-se anos! Eu não ia te querer de volta hoje. Acho. Até porque não dá pra ter de volta algo que não foi exatamente meu. Mas eu queria o sentimento. Esse foi todo meu sim. Você foi personagem numa história linda que eu inventei, e acho que da mesma forma que me apaixonei pelo Brad Pitt em Sr. e Sra. Smith, eu me apaixonei por algo que criei a partir da sua matéria prima. Nossa, você ficava tão incrível na minha cabeça! Devia se espelhar até! Cineasta, inteligentíssimo, bonito, engraçado, culto e charmoso. Que bom que eu conservei o sentimento que desenvolvi pela minha criação. Porque o que eu senti por você, puramente você, acho que foi só poeira de amor. Um pó que respingou nas minhas composições, nas minhas cartas, textos, e pensamentos coloridos. Você rendeu um monte de arte! E toda vez que eu vejo um cara de olhos fundos, eu te recrio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s